Comprar saveiros usados em Faro

  • 1/6
    PREMIUM

    Balandro Beneteau 473

    140.000 €

    (IVA incluído)

    • Barco usado validado
    • Faro (Portugal)
    • Ano : 2004
    • Comp. : 47m.
    • Beneteau 473 47 m de Comp. .

  • 1/33

    Balandro Gib'Sea 442

    86.000 €

    (IVA incluído)

    • Barco usado validado
    • Faro (Portugal)
    • Ano : 1989
    • Comp. : 13,65m.
    • Gib'Sea 442 13.65 m de Comp. .

  • 1/21

    Balandro Beneteau 50

    147.500 €

    (IVA não incluído)

    • Barco usado validado
    • Faro (Portugal)
    • Ano : 1998
    • Comp. : 15,47m.
    • Beneteau 50 15.47 m de Comp. .

  • 1/21

    Balandro Rival 36

    47.000 €

    • Barco usado validado
    • Faro (Portugal)
    • Ano : 1993
    • Comp. : 10,8m.
    • Rival 36 10.8 m de Comp. .

Guarde a sua pesquisa e receba novos barcos no seu email

  • Tipo : Corvetas
  • Estado do barco: usados
  • Local : Faro (Portugal)

O seu aviso foi criado corretamente.

Você pode cancelar os seus avisos quando quiser Ao pressionar o botão está a aceitar as Condições Legais

A balandra (sloop em inglês) é um barco à vela que apresenta um único mastro muito alto situado numa posição mais próxima da proa e duas velas: uma vela grande e uma vela de proa. A vela de proa encontra-se no estai de proa e, conforme o tamanho e a forma da vela, pode ser uma vela foque ou uma genoa. A posição do mastro é a característica mais importante para diferenciar a balandra de qualquer outro veleiro. Normalmente, as balandras são construídas com tábuas de madeira pregadas uma por cima da outra. As balandras costumam ser embarcações muito rápidas, porque a sua superficie vélica é muito grande (proporcionalmente ao tamanho do barco) e fáceis de manobrar uma vez que são muito simples. Podem atingir uma velocidade notável com o vento a favor, porém, também estão desenhadas para otimizar a navegação contra o vento. Devido ao seu pouco calado e agilidade que lhe permitiam navegar por arquipélagos e águas interiores, a balandra foi muito utilizada no passado pelos contrabandistas de forma a alcançar outros barcos com maior facilidade.